sábado, 30 de maio de 2009

Mordida na creche!!!!

Mordidas

Porque meu filho morde os amiguinhos na escola?Esta pergunta sempre aparece, quando a mãe é chamada na escola para receber a triste notícia: Seu filho tem mordido os amigos da sala. Porque isto acontece? Geralmente são alguns fatores externos que levam a criança a morder. O primeiro que deve ser abordado é rever como os pais brincam com a criança. Existem pais que demonstram carinho com pequenas mordidas. Neste caso a criança nada mais faz do que reproduzir a forma de carinho que recebe. Ela morde para demonstrar que gosta da pessoa, pois seus pais demonstram o carinho dessa forma. O melhor a fazer é parar de morder a criança e trocar as “pequenas mordidas” por beijos e com certeza seu filho irá também parar de morder os amigos na escola. Outro ponto a observar é em qual situação a criança morde. Se for para expressar o que está sentindo, seja no momento de raiva ou de euforia, se for numa disputa por brinquedos, se ela morde também os adultos, etc. Isso acontece porque ainda não consegue expressar com palavras seus sentimentos e usa este ato para fazê-lo.A forma mais adequada é conversar com a criança cada vez que ela tentar ou conseguir morder o amigo, explicando que pode falar o que deseja ou simplesmente usar outra forma de expressão. Ensinar que não se deve morder, mordendo é muito errado. Se seu filho morder alguém, não peça para a outra criança fazer o mesmo com ele. Ele não entenderá esta forma de punição, aliás, nem eu entendo! Bater na boca, gritar ou colocá-lo de castigo por horas também não o farão entender o delito cometido. É importante que a criança perceba que com este ato ela machucou o amigo. Conversar com ela, orientar para que peça desculpas é importante. Existe outro ponto importante, conheci uma criança que se mordia. Certa vez a professora estava observando seus alunos no parque e viu que uma aluna ficava isolada do grupo, ao se aproximar percebeu que a menina estava se mordendo. Porque isto acontece? Às vezes a criança está somente experimentando uma sensação. Isso é normal. Outro motivo, é para chamar a atenção ou da professora ou dos pais. Pois ao verem a mordida no braço ela será acolhida, tocada, amparada e terá seu objetivo atendido. Neste caso a conversa também é o melhor caminho. A mordida, como outras formas de expressão entre 2 e 4 anos são normais e transitórias. Normalmente a criança vai substituindo este ato pela fala e percebe que com isso ela consegue muito mais. Mas não deixem que essa fase passe desapercebida, fiquem atentos pois com zelo e carinho tudo se resolve mais facilmente.
Artigo da Psicopedagoga Débora Corigliano

5 comentários:

Anônimo disse...

Olá! Lili e Pathy
Fiquei feliz ao fazer uma pesquisa pela internet e encontrar meu texto no blog de vocês. Gosto quando leio artigos sobre educação e mais ainda quando vejo pessoas divulgando orientaçãoes para ajudar os pais na educação de seus filhos. Quero aproveitar e indicar meu livro " Orientando Pais Educando filhos" que aborda justamente isso, a facilidade dos pais no que diz respeitos as diversas fases da educação de seus filhos.
Parabéns pela iniciativa e coloco-me a disposição.
Um abraço
Debora Corigliano
deboracorigliano@hotmail.com

Debora Corigliano disse...

Agora também tenho Blog.
Acesse: www.orientandopaiseducandofilhos.blogspot.com
Um abraço
Debora Corigliano

Arlene disse...

Lili e Patty
Parabenizo vocês por essa atitude de postar um artigo tão importante, tanto para os pais e educadores e crianças pequenas.
trabalho com creche e estou enfrentando esse problema de mordidas, estou elaborando um projeto de intervenção e gostaria de pedir que se vocês tiverem alguma sugestão de atividade para realização deste projeto.
Atividades que possam ser trabalhadas com pais, crianças e professores.
Desde já agradeço imensamente a vocês.
Arlene

Anônimo disse...

Boa tarde!
Parabéns pelo Blog!
Hoje tive uma experiência péssima com mordida na creche. meu filho de 1 ano e 10 meses levou uma mordida na bochecha bem próxima aos olhos.... Fiquei muito impressionada pois estou fazendo a "adaptação" e ainda me questiono se devo deixá-lovoltar amanhã... É muito difícil pra mim conceber que isto é normal e que vai passar... Como lidar com esta situação? Um gde bj
Fabiana

Anônimo disse...

davi de 2 anos com um mes na creche, já levou 23 mordidas e quatro tombos que o deixou de boquinha inxada
estamos preocupados, já nos reunimos com a direção;mas não parou.o que fazer/.